Olhar bofetante

Arranca minhas roupas,
dá-me um tapa. 
Nas bandas frouxas, 
dá-me mais bofetadas. 
Me puxa os cabelos,
dou-te uma mordida. 
Me arranca suspiros, 
prendo-te nos braços.
Leria uma briga, 
não fosse essa cinta-
liga aquele rádio
e vem dançar. 
Maldade! Maldade!
SUSSURRA, ao ouvido. 
Quando tranquila, 
te pouso ao ouvido. 
Você diz que quer, 
e depois não quer… 
Eu sei a tramoia, 
que estás a fazer!
Me abraça enforcado, 
eu fico apertado. 
Me beija com força, 
me deixa tonta. 
Me falta todo ar,
ao notar seu olhar. 
Que mais que qualquer
apimentada violência,
Tem me matado de…
…amor.

WIN_20151026_172055 (2)

Andréia Maressa
Rio Claro, Dezembro, 2015. 

 

Anúncios

3 comentários sobre “Olhar bofetante

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s