Tua presença

A tua presença,
Me deixou.
Tão balançada,
pernas bambas,
uma certa falta de ar…
Talvez pelo peito cheio de orgulho,
admiração e paixão…
Mas que também,
causa uma tremenda impotência,
De que olhando a tua existência,
cause-me grande impaciência,
em ter-te mais e mais perto!

Delírio é teu abraço,
que mesmo acolhido em outros braços,
traga-me em rios de desembaraços.

 

Desmonto-me em você,
e sinto meu cérebro tremer.
Ouço a sua respiração
entre nossa grande pulsão,
fruto de nossa emoção;
que não sei qual é.

 

E pois é…
Vai ver é isto que quero saber.
O que é isso que não consigo deter?

 

Quero fugir,
mas também Quero ficar.
Porque sei que se eu te lagar,
nunca mais vai me notar…

Mas duro, é tentar lidar,
com as marcas do passado,
que ainda doem um bocado.

 

É será que vale a pena se arriscar?

 

Ah… de se pensar…

tua presença

Andréia Maressa
Rio Claro, 09 de dezembro de 2015.
à Luíza e Larissa.

Anúncios

Um comentário sobre “Tua presença

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s