Corpo Estranho

 

DSCN3152.JPG
Estranhas,
Entranhas,
que tecem tais tramas.
Histórias, Memórias, que não são minhas.
Me Livra! Me! Livra!
Me…Meu…Minha!
Sou ela, aquela,
Mas foda-se, Bela!E, Ela!
Entranhas,
Estranhas,
que clamam e inflamam,
quando olham ao espelho,
e não entendem o porquê!
Me Livra! Me Livra!
Meu corpo grita!
Sou ela não ele!
E não é você quem decide!,
São elas minhas entranhas.

 

Andréia Maressa
Rio Claro, 18 de novembro de 2015
Para Bernardo. 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s