TRA(D)IÇÃO

Você já traiu? Seu cônjuge, noivo(a), namorado(a), parceiro(a)? Não?! E ele (a), já te traiu?

Assusta pensar algo assim. Mas todos sabem que acontece. Só que ninguém fala. Até o religioso mais ortodoxo é capaz de pular a cerca por uma bela bunda. E a dona de casa mais recatada não seria capaz de dar uns amassos no padeiro? 

Sei lá, é uma suposição.

Veja bem, não é culpa da moça com corpo estrutural, bela fala ou do homem charmoso. É culpa de quem foi atrás.  Gente assim tem em todo lugar.  Quem quer trair que vai atrás. Entende?

Acredito que as pessoas possam construir relacionamentos sem essa palavra : TRAIÇÃO.
Mas vejamos; o que significa trair? Não busque exemplos de casos desgraçados que você já ouviu ou viveu por aí.

O que é trair? Vamos recorrer ao dicionário, talvez ele não dê exemplos cabulosos. A palavra vem do latim e bláblálblá… Um dos apontamentos mais importantes de um dicionário pra mim, é que Traição é o “Ato ou efeito de trair (SE)”. E perceba, o “se” ganhou um destaque especial!

Quando você entra em acordo com um amigo(a), com UM(a) cônjuge, com a pátria (através de juramentos), com sócios, ou outro qualquer; você prometeu algo, e não para que te fizesse mal, mas certamente este acordo traria melhorias para ambas as partes.
No momento que TRAI, você quebra o acordo. Você se prejudica ou prejudicará o que está em acordo.

Trair-se. Sempre que houver um ato de traição, e agora volto à questão inicial do adultério, quem vai se prejudicar é você. Pense. Ninguém me deve satisfações de nada. Mas sejam quais forem as circunstâncias, se não for feito um novo acordo, ambas as partes sairão perdendo se houver o(s) ato(s) TRAIR.
E cá entre nós, porque quebrar acordos em sigilo? Se o acordo inicial não tá bom, ou se tá faltando algo, tem que falar. Negociar novamente. Acredite, de ficar pulando cercas uma hora o fazendeiro manda bala no seu traseiro aí já era! É melhor ser franco com o fazendeiro. Aí você passa pela porteira e faz o que quiser lá no pasto com as vacas.

Parece simples, porque é simples!

Meu, e o pior de tudo é ser hipócrita! Não faça isso querido (a)! Não diga pra aquele que está ao seu lado que você o(a) ama. [E com o advento do Facebook, muitos ainda tem a ‘pachorra’ de me usar o termo “Em um relacionamento sério com” ]. Enganar outro ser é um dom humano, mas maléfico. Corrói-se por dentro quem mente, para que não descubram a verdade. Corrói-se porque passa dias e noites maquinando mentiras, forjando o passado e manipulando o futuro, sem aproveitar de todo o presente.

Os cumplices da traição, sejam eles permanentes ou não também não escapam dessa. Não fizeram nenhum acordo, não é mesmo? Enganam-se. Se estiverem cientes, é como se burlassem uma lei anterior, com direito a punições severas (das quais abro mão de discorrer sobre).

Enfim é uma dor que me dói. Precisava desabafar comigo mesma e com minha plateia imaginária. E se você tem uma noiva, uma esposa, uma namorada, um namorado; por favor, não me procure! Agora você e eu já sabemos que não tem sentido se não está no acordo.

PODE SER QUE EU NÃO TENHA FALADO NADA COM NADA. Mas não tem como negar que fazer as coisas por tradição é tomar o pior caminho pra si. Você nunca será feliz pessoa idiota! Porque manter uma só pessoa ao seu lado? Por que a sociedade manda ou por que você entrou em acordo com ela? Pense nisso.

Andréia Maressa da Silva
Na cerca, Julho de 2013.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s