Maratona da Vida

Pra sermos bons corredores, temos que correr.

O treino físico muitas vezes tem como consequência o desgaste e o cansaço. Pode ser muito duro.

Lembro-me de treinar enquanto estudava para o vestibular. Sozinha, corria percursos difíceis com morros e uma pista não adequada para treino. Sozinha. Algumas vezes corria em pistas próprias pra isso, cheia de gente, que assim como eu também corriam. Uns pareciam menos cansados, outros não sabiam nem como se alongar.

Na pista quando alguém parava, quando o cansaço abatia, geralmente pingando de suor com a coluna curvada para poder alcançar as mãos no joelho, ninguém ajudava. A corrida é individual. Não que em casos extremos não tivesse ninguém para ajudar. Mas cada um deve conhecer seu limite. Até onde você aguenta?

Chorei, choro de tristeza, choro de dor. Dói e muito. Não criei a resistência emocional adequada, e distendi algum músculo importante.
um Bom amIGO me disse que a vida é assim. Pra sermos bons corredores, temos que correr.

Mas como?! Metáforas são muito uteis, no entanto se apropriar do significado prático delas pode ser uma tarefa difícil!

Tenho que criar resistência diante das circunstâncias que me fazem parar. Não posso parar. Mas por vezes devo me recuperar.  A vida prossegue e tenho que correr. Porque o tempo não para pra nós, somos nós que paramos pra ele.  

Quando eu corria não doía tanto, não tinha insônia e não carregava por meses a minha dor. Mas a vida é diferente. Pode levar anos pra que você se torne um bom atleta. Para que você se recupere de uma contenção emocional. Mas você não deve desistir. Eu não vou desistir!

O mais difícil pra mim é deixar de associar a minha corrida com a corrida alheia. Comparar-me. Lá estão aqueles que corriam ao meu lado, agora dando voltas sem cansar, E EU FIQUEI AQUI. O sentido da coisa toda é que a corrida da vida tem um significado diferente pra cada um. Independente do que você acredite, pode ter certeza que o rumo que você está traçando é bem diferente do meu, e assim vai. E sem dúvidas, vamos aprender coisas bem diferentes.

Bem, começo a entender que para saber o que está nos atrapalhando temos que nos expor, não tem jeito. Tive que abrir o coração. E sabe? Está funcionando. Vai funcionar!

Não sei se consegui destrinchar a metáfora com você leitor. Mas importa uma coisa: que corra, para ser um bom corredor.

 

 Imagem

Andréia Maressa da Silva
Pista de Corrida da Vida, 24 de junho de 2013.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s