Foi a barata quem morreu

Tem dias que o mar não ‘tá’ pra peixe mesmo!

Saindo de casa e começa aquela chuvinha miserável que cai de lado. Eu gosto de chuva. Mas chuva de lado é uma complicação a mais quando você está andando na rua, está atrasado e com um guarda-chuva quadrado.

 

guarda-chuva quadrado

 

Pensando em chegar seco no seu compromisso o que você faz? Logicamente, direciona o guarda-chuva na direção das gotas tentando proteger a cabeça e o tronco. Ninguém o direciona para os pés em condições normais… A menos que também seja uma preocupação não molhar e sujar novamente o tênis que você acabou de lavar.

Quem utiliza transporte público vai entender perfeitamente; esses ônibus que costumo pegar aqui no grande ABC, além de ter o nome mais tosco que já vi na vida, Trolebus, favorece grandes empecilhos ao não permitir que  passageiros entrem sem um cartão ou vale. Mesmo com dinheiro você não faz a viagem. É necessário comprar antes os tais vales, ou abastecer seu cartão.

Depois  de caminhar da minha casa até o ponto, o que deve dar uns 700 metros, debaixo do guarda-chuva quadrado, comecei a vasculhar minha bolsa e a carteira e me perguntar: ‘onde diabos enfiei o cartão?… O cartão! Não!’

Nesse momento consciente do atraso, você corre até qualquer ponto de venda, que venda vales, pensando: ’Tudo bem depois eu lavo o tênis de novo… ’ Sendo que até a cintura já tinha sido molhado pelas poças d’água… No sinal para atravessar a rua, perde três ônibus seguidos. No ponto, para sua surpresa, certifica-se de que ainda vai dar tempo (Com atraso de cinco minutos, mas  quem não espera cinco minutinhos?)

– O doutor, querida, não pode atender com 10 minutos de atraso!

-Sério?!

-É vai ter que remarcar…Deixa eu ver aqui no sistemaaaaaaaa..ahhhhh…daqui a duas semanas. Tudo bem?!

– Puts.. Ok…Daqui duas semanas?! Nossa…

Enquanto isso minha mente gritava: NÃO, NÃO VAI REMARCAR! QUE MERDA DE CLÍNICA É ESSA? SEMPRE QUE CHEGO ANTES, ESPERO 20 MINUTOS OU MAIS! MESMO  DEPOIS DA HORA MARCADA PARA O TAL DO DOUTOR ME ATENDER. DOUTOR? DEVO MESMO CHAMÁ-LO ASSIM? OU POSSO CHAMAR OS QUE ESTÃO AQUI DE MÁQUINA DE FAZER DINHEIRO? ATENDIMENTO MEGA RÁPIDO, SEM DIÁLOGO, SEM CONTATO,  DIAGNÓSTICO PREVISIVEL E SEM EXPLICAÇÕES…SIM, REMARQUE OUTRO CLIENTE PORQUE EU NÃO VOU FICAR ESPERANDO!

Desculpe-me se você é médico, mas se é bom médico, e trabalha em uma boa clínica, certamente não vai se ofender com esse comentário revoltado. Eu sei, tá difícil pra todo mundo. Mas ir ao médico tem me deixado irritada ultimamente. E devo agradecer por utilizar de serviços privados… Nem quero imaginar o contrário.

Saindo da clínica, me deparo com um ônibus cheio, uma mulher resmungando porque eu PEDI LICENÇA EDUCADAMENTE para descer do ônibus no próximo ponto, outra com o cabelo cheirando a gordura na minha face, e um velho me encarando! Eu acho que estava acumulando forças, raiva… ’Eu poderia matar alguém nesse momento’-  pensei.

É incrível como nesse momento sua mente parece trabalhar para que você pense que tudo é ruim! Chegando em minha casa, depois de nenhum sucesso, mais ‘uma surpresa já esperada’, uma poça de água gigante, parecendo um mar, me impedindo de passar pela garagem, sem que eu molhasse minhas meias (porque o tênis, já estava ensopado…). Com um rodo ou uma vassoura você seria capaz de fazer a água escoar para o lugar correto, que o pedreiro não conseguiu fazer: O ralo. E foi o que fiz.

Até que para dar o clímax da história, em minha aventura, aparece um ‘bicão’; uma barata mal-amada. Passa correndo pela minha frente para salvar a vida da enxurrada de água que estou produzindo com a vassoura. Como estava com ódio acumulado no peito,  concretizei o meu pensamento: ’Eu poderia matar alguém nesse momento’; executando a cascuda em vários golpes violentos com a vassoura. Foi a barata quem morreu, que nada tinha com o assunto.

 

Andréia Maressa da Silva
São Bernardo do Campo, 14 de janeiro de 2013.

Anúncios

2 comentários sobre “Foi a barata quem morreu

  1. Sensacional, Andréia! Que habilidade de escrever os pensamentos as próprias vivências!
    Só me toquei o quanto eu tinha me imergido no seu texto quando percebi que me senti mal pela morte da barata.
    Ah, e porque diabos a merda do seu guarda-chuva é quadrado!? Haha.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s